top of page

“Beau is Afraid” traz momentos de terror, humor negro e alguns absurdos caricaturais

Você já chegou a ouvir sobre o menino que temia a mãe?


“Beau Is Afraid” ou em português “O menino que tinha medo da mãe”, conta e mostra essa história que assusta durante três horas, pode até ser que você se canse, mas ela é bem atrativa.

  

Beau Wassermann vive sozinho num complexo de apartamentos no centro da cidade, onde cada instante é um pesadelo. Propenso à ansiedade e à paranoia, visita o seu terapeuta de longa data, que o prepara para a viagem iminente que vai fazer para visitar a mãe. Mas a confusão instala-se na véspera da partida de Beau, dando à sua vida um rumo surrealista. Incapaz de alcançar o seu destino num mundo enlouquecido, viajando por estradas que não aparecem em nenhum mapa, Beau é levado a confrontar a sua própria vida e as mentiras que lhe foram contadas por aqueles que lhe são mais próximos.

  

Ele não conseguiu chegar lá por causa da confusão, mas o Youcine não quer que você seja como ele, que pode ter perdido um fim de semana agradável só porque não tinha um bom conteúdo para assistir! Só baixar o app gratuito Youcine em sua Smart TV ou TV Box e aproveitar os melhores filmes de ação, comédia, drama, romance, aventura e muito mais!


O ambiente em que o personagem se encontra é marcado por coisas ruins

  

O bairro do centro onde Beau reside é marcado pela violência e também pela loucura: as pessoas se esmurram e discutem no meio da rua, ameaçam se suicidarem e claro, também há corpos mortos espalhados pra tudo que é canto. Posso descrever que é uma produção com muita morte e destruição. Em conjunto com o colaborador de longa data Pawel Pogorzelski, Aster examina esse caos todo como o maravilhoso Peter Greenaway fez em longas mesas saboreando uma bela refeição em “O Cozinheiro, o

  

Ladrão, Sua Esposa e Seu Amante”. Aqui, essas tomadas de pesquisas capturam fantasticamente um mundo melancólico e muito doentio no qual devoram-se pessoas vivas mesmo em plena luz do dia. Assombroso não é mesmo?

  

Qual é então a construção de mundo de “Beau Is Afraid”

  

Essa construção, visão de mundo para Beau é como uma brecha furiosa das gigantescas ansiedades que veremos mais a frente no tempo presente e também em flashbacks: a ameaça de ser incapaz de agradar aos outros e a impossibilidade de uma sorte ruim que não para de avançar. Em seu senso de humor certeiro, Aster consegue te envolver com cada desenrolar irracional e claustrofóbico.

  

O filme se firma em um ritmo com pavor que o filme não é certo em manter. Mas o Youcine pode manter o ritmo das atualizações, onde você pode encontrar os filmes ou séries de TV mais recentes, tudo em HD! Então não perca mais tempo! Baixe agora mesmo seu app gratuito Youcine e curta o melhor do cinema nacional e internacional!


“Beau Is Afraid” é contado em capítulos de vários tamanhos, nos quais Beau experimenta uma sensação que vai e vem de segurança. Depois de um colapso que o fez gritar e correr totalmente nu pelas ruas da cidade, Beau se acha gravemente ferido e sob os cuidados de dois pais nos subúrbios (Nathan Lane e Amy Ryan), que cobrem sua própria dor com sorrisos suficientes .

  

A atriz Zoe Lister-Jones que protagoniza Mona, mostra um desempenho grandioso. Ao interpretar e passar o controle e a necessidade de Mona, Lister-Jones revela o que criou tal problema na mente de Beau enquanto nos ajuda a compreendê-lo melhor. Ela tem uma sequência na qual uma luz de cor diferente pega em seu rosto enquanto ela se deita no escuro com seu filho, contando a ele uma lembrança que vai estragar o personagem Beau para sempre.

  

É um monólogo hipnótico, você precisa assistir! Aproveita que pode baixar gratuitamente esse filme no app Youcine de graça e confira! Tenho certeza que você vai gostar muito!Você também vai poder assistir novelas; isso mesmo! Temos novelas antigas e mais atuais pra você ver! E tudo isso gratuitamente!

  

A terceira parte desse filme, seus eventos específicos são um pouco mexidos aqui, ele mostra “Beau Is Afraid” assumindo sua forma completa como um filme de exploração adaptado do papel de um profissional terapeuta. É um trauma emocional e psicológico completo, com momentos de terror, absurdos caricaturais e uma mescla de passado e presente, tenho que escrever aqui que a música de fundo ajudou bastante.

  

Aster traz aqui mais personagens, revelações e mais variedades psicológicas. Porém, apesar de todo o poder desse trabalho, ele cria um cansaço que não funciona a favor de Aster. A sequência é admirável - seu inquietante cenário de arquitetura atual é maravilhoso, e há imagens inseridas em gargalhadas para nivelar tudo.

4 visualizações

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page